Living Horizonte

A Modernos Eternos 2022 acontece no primeiro arranhacéu modernista projetado pelo Oscar Niemeyer em 1953. Implantado no principal entroncamento da cidade, a Praça 7. Um dos pontos mais marcantes do Edifício é o convite a contemplação da cidade. Nesse contexto, o conceito do projeto foi criar um espaço que fizesse referência ao nosso Belo Horizonte, a este horizonte tão belo e coroado pela Serra do Curral. Junto à Galeria Murilo Castro, convidamos a artista Juliana Gontijo para fazer uma instalação que fizesse alusão as montanhas. Elas são plano de fundo do projeto, permeando todo o espaço. A curadoria dos móveis também seguiu o conceito. O mobiliário base escolhido foi década de 50 e 70, Jorge Zalzuspin e Sérgio Rodrigues. Traços que marcaram uma época importante do prédio. O banco Onda, com formas curvas, também fazem alusão as montanhas. Para equilibrar e trazer personalidade, contrapus o mobiliário base com o contemporâneo com a mesa de jantar, centro e apoios. Equilíbrio perfeito entre o desenho leve e orgânico do mobiliário antigo com a robustez do contemporâneo. Para finalizar, criamos junto a A.de Arte uma luminária que representasse o sol, o pôr do sol. E assim, como o prédio convida o visitante a observar a vista, nós o convidamos a observar o horizonte sob uma nova ótica.

Parceiros:

A. de Arte
Hunter Douglas + Ana Luiza Decorações
Botteh Tapetes
Galeria Murilo Castro
São Romão
Tom Sobre Tom

Camila Medrado

Camila Medrado

Ver perfil

Você não tem permissão para editar este ambiente.

+
Ver produtos

Fornecedores neste ambiente

Produtos neste ambiente