Sala de Estar e Almoço

Espaço idealizado pela arquiteta Juliana Lima Vasconcellos manteve a estrutura original da casa construída no início da década de 70 projetada em 1969, pelo arquiteto William Ramos Abdalla. A arquitetura com seus arcos em concreto aparente compõem a moldura da visada norte, onde grandes planos de vidro revelam à vista para a cidade. Os pisos em Imbuia e forro em Pinho de Riga com seus complexos recortes mantidos no projeto criam partido para escolha das cores e texturas das peças. A variação de níveis também é mantida, criando certa complexidade no percurso. Paisagismo elaborado pelo escritório Flávia D’Urso Paisagismo, utilizando espécies vegetais tropicais com folhagens de diversas formas e texturas trazendo leveza e movimento ao ambiente. No mobiliário escolhido, predominam a coexistência do moderno, do novo, do clássico e do inovativo, com destaque para as peças do trio Pierre Augustin Rose da Casual Móveis, a linha Girafa desenhada por Juliana na São Romão e as mesas da Prodomo Design. O tapete TULU com motivos primitivos acalora a textura do ambiente.
Na escolha dos adornos predomina-se peças com viés cultural, artesanal, como as peças do SEBRAE em cerâmica e outras técnicas, Vaso em Pedra Sabão e o Vaso em Vidro Soprado  da Pé Palito.
A estante idealizada pela Todeschini cria apoio de cristaleira para a sala de almoço, com laca em cor vermelho terroso. A iluminação foi idealizada pela Abatjour de Arte, com peças atemporais como a Atollo de Vico Magistretti e arandelas de Tom Dixon.
Nas paredes podemos ver obra do mineiro Amilcar de Castro da Galeria Beatriz ABI-ACL, tapeçaria desenhada por Juliana para Botteh Tapetes, obra da fotógrafa Michelle Mulls da Galeria Brizola Ruach e obra de Eduardo Sued da Galeria Beatriz ABI-ACL.

Juliana Lima Vasconcellos

Juliana Lima Vasconcellos

Elegância no traço e na atitude. Essa é Juliana Lima Vasconcellos, arquiteta graduada na UFMG que atua também como designer de interiores e de produtos: dos tecidos aos móveis e tapetes premiados. Com estética contemporânea que não inclui excessos, mas leves excentricidades, prefere materiais naturais como as madeiras e os metais. Juliana morou em Londres, Barcelona e Nova York, e vive em Belo Horizonte, mas divide seu tempo no trabalho entre São Paulo e Rio de Janeiro. Com olhar generoso e de admiração para a arte, a moda e a música clássica, ama o mobiliário brasileiro, americano e europeu, especialmente o do século 20. E entre cores e texturas, tem como base o moderno e o contemporâneo misturados. No Brasil, participou das principais mostras de decoração do Rio, SP e BH, e seus projetos surgem nas publicações impressas e digitais mais importantes do Brasil e do mundo, da Casa Vogue à Architectural Digest.
Ver perfil
+
Ver produtos

Outra interpretação neste espaço